Estilista Alexander McQueen morre aos 40 anos

O estilista Alexander McQueen foi encontrado morto esta noite depois de cometer suicídio.

Aos 40 anos, McQueen estava passando por uma fase pessoal bastante difícil. A perda de sua amiga Isabella Blow que também cometeu suicídio, já o perturbava há três anos. Isabella foi a grande responsável de levar Alexander ao estrelato. Na semana passada, o estilista perdeu sua mãe, Joyce, o que agravou seu estado emocional.

Esta tarde o escritório McQueen confirmou sua morte dizendo: "É uma perda trágica. Não estamos fazendo nenhum tipo de comentário no momento em respeito à familia McQueen".

McQueen iniciou sua carreira fazendo vez ou outra ternos para o Principe Charles. Entre 1996 e 2003 ganhou o título de melhor designer britânico quatro vezes. Passou a ser grande ícone da moda depois de descoberto por Isabella Blow.

Na época em que Isabella se suicidou - após descobrir que estava com câncer no ovário - surgiram muitos boatos de um relacionamento entre Alexander e a amiga, mas segundo ele "...estas pessoas não sabem do que estão falando. Não me conhecem! Não conhecem minha relação com Isabella". Sua coleção Primavera / Verão 2008 é uma homenagem à amigo.

Alexander e Isabella se conheceram quando ela foi assistir a um desfile de graduandos. Simplesmente se apaixonou pela coleção de McQueen - sua primeira coleção - e comprou-a. Toda!

Blow e McQueen

Alexander era o mais novo de seis filhos e se considerava a "ovelha rosa" da família, como ele mesmo dizia. Deixou a escola aos 16 anos para trabalhar no Savile Row's Anderson & Sheppard, atelier que tinha clientes como Príncipe Charles e que proporcionava um programa de aprendizes de alfaiate.

Em 1996 entrou no lugar de Galliano, na Givenchy, e logo após uniu-se à Gucci, que comprou 51% de sua marca.



Ontem o Boreal Café publicou uma matéria sobre a coleção Privamera 2010 de Alexander McQueen. Confira nos posts seguintes.

Postagens mais visitadas deste blog

Esmaltes: Especial Once Upon a Time

Biquini Anos 50

Resenha: A Culpa é das Estrelas